Monthly Archives: dezembro 2013

Ameaças de morte calam menina violada

Coimbra: predador à solta está a ser julgado por três crimes

Ameaças de morte calam menina violada

Padrasto, de 45 anos, dizia que matava a família da criança, de 11, caso o denunciasse

  • 27 de Dezembro 2013, 14h46

Por:Paula Gonçalves

 Ao longo de seis meses, uma menina, de 11 anos, foi violada pelo padrasto, de 45, na casa onde a família morava, em Coimbra. Para manter em silêncio a criança e não ser denunciado, o predador ameaçava matar alguns membros da sua família. Caçado pela PJ, em março de 2011, ficou em liberdade por opção do Ministério Público: apesar da gravidade dos crimes, como foi afastado da menor não haveria perigo de reincidir. E está agora a ser julgado.

O predador, acusado de três crimes de violação agravada, recusou-se a prestar declarações na primeira sessão, que está a decorrer à porta fechada.

Os abusos começaram um mês depois de o arguido, desempregado, estar a viver com a mãe da menor. De setembro de 2010 a março de 2011, a menina foi violada e obrigada a fazer sexo oral ao padrasto. A primeira situação ocorreu no início do ano letivo.

Foi buscar a criança à escola e violou-a na sala da casa onde moravam. No final disse que matava o padrinho se contasse a alguém o que tinha acontecido.

Normalmente, os abusos à menor ocorriam quando estava sozinho em casa com a criança, mas uma vez fê-lo quando a mãe se encontrava na habitação – a dormir com a filha mais nova.

Numa altura em que a criança disse que ia contar à mãe os abusos de que era vítima, o arguido chegou a agredi-la com pontapés. Com medo, a menor “a tudo se sujeitava”. Até que, em março de 2011, a criança, desesperada, pediu ajuda na escola. A mãe foi alertada e terminou logo o relacionamento com o arguido.

Fonte: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/ameacas-de-morte-calam-menina-violada