Livro “Pai Vem me Ver …” – edição brasileira

560

Nuno Vilaranda e Patrícia Mendes Chiado Editora, 2012.

Adaptada a Lei 12.318/2010 – Lei da Alienação Parental

Edição brasileira, adaptada a Lei 12.318/2010 pela Adv. Fernanda Molinari (Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Psicologia Jurídica e Diretora da Associação Brasileira Criança Feliz para o estado do Rio  Grande do Sul).

Este livro

Sinpose.

“Biológicos ou não, os pais não carregaram os filhos no ventre, mas assumem-nos na vida de forma incondicional e definitiva. É o vínculo. Os que não se enquadram nesta definição, terão outra designação mas não a de pai. Pretender alienar é querer anular o Amor.”
Hernâni Carvalho
Jornalista e investigador de Psicologia Forense no instituto Vigotsky

“Mudámos a legislação mas não pudemos ainda rasgar os preconceitos. Por experiência profissional e pessoal, encontrei pais e mães desajustados. O superior interesse da criança vencerá um dia, porque este debate não é uma guerra de géneros.”
Catalina Pestana
Licenciada em Filosofia, Mestrado em Psicologia, vice-presidente da Rede de Cuidadores

“Este livro tem o mérito de ser uma história real. Relata o périplo dum Pai e dos seus Filhos, que vivem os tão conhecidos degraus da terrível caminhada que é esta – a Alienação, com todos os seus ingredientes: humilhações, mentiras, abusos de poder, arbitrariedade, absurdo, infâmia, etc.”
Maria Saldanha Pinto Ribeiro
Psicóloga e mediadora familiar, escritora

“(…) obrigatório para todos os que querem compreender melhor o fenómeno do afastamento dos filhos de seus progenitores durante a fase de um divórcio. (…) uma história real, que pode transformar a realidade de muitas outras histórias lastimadas entre casamentos desfeitos e filhos afastados de seus progenitores (…)”

Raquel de Souza
Promotora de Justiça

Comentários